O que precisa de saber sobre Ciber segurança

Image
“Existem dois tipos de empresas: as que já sofreram um ciberataque e as que ainda não sabem que o sofreram” (John Chamber). Qual destas é a sua empresa?

 

Todos os dias ocorrem ciberataques, causando milhões de prejuízos às empresas. Este tipo de crimes está a aumentar de ano para ano: de 2018 para 2019, a ocorrência de ataques informáticos em Portugal aumentou 26%.

Os hackers têm diversos motivos para a prática do seu crime: podem roubar informações para venda posterior no mercado negro, para pedir resgates elevados (ransomware), ou como forma de “hacktivismo”. É um modo de vida que pode causar prejuízos muito elevados a empresas: 53% dos ataques a nível mundial levam a perdas superiores a 450 000€. A consequência mais comum neste tipo de ataques (para além dos prejuízos económicos) é a indisponibilidade temporária do seu produto e/ou site.

 

Como é que posso sofrer um ataque informático?

São vários os tipos de ataque informático, mas em Portugal o mais comum é o phishing, que consiste no roubo de informações confidenciais (ex.: cartão de crédito) através de fontes que, à primeira vista, são confiáveis. Esta prática criminosa pode também levar à instalação de malware no seu computador.

O pharming é o segundo tipo mais comum de ataque informático, que lhe subtrai informação para criar sites falsos baseados no seu, retirando-lhe visitantes e vendas online e difamando o seu negócio.

 

Como vê, são inúmeras as oportunidades que um hacker tem para lhe subtrair informação. No entanto, por vezes, é você que deixa a porta aberta através da falta de medidas de ciber higiene.

 

Dicas para aumentar a ciber segurança na sua empresa

 

  1. Certifique-se que tem uma palavra passe segura, com mais de 10 carateres, com números, carateres especiais e letras maiúsculas e minúsculas. (Por favor deixe de lado as famosas “123456” e “qwerty”).
  2. Use software de proteção atualizado. Certifique-se, uma vez por dia, de que a os seus firewall e antivírus estão em dia, caso não tenha atualização automática.
  3. Contrate um especialista em ciber segurança, por mais pequena que seja a sua empresa.
  4. Promova ações de formação de ciber higiene várias vezes por ano com os seus colaboradores.
  5. Desative contas de ex-funcionários.
  6. Utilize filtros de spam no seu email.
  7. Realize auditorias de segurança regulares.
  8. Teste a capacidade de resposta da sua empresa e dos seus colaboradores a ataques do género.
  9. Não aceda a informações confidenciais da sua empresa através de redes de Wi-Fi desprotegidas.
  10. Faça um seguro de ciber-riscos. Por mais cauteloso que seja, existem sempre aspetos que não consegue controlar.
Conheça o Seguro Riscos Cibernéticos

Seguro cuber-risks - risco cibernéticos. Feche a porta aos ataques cibernéticos. Acesse a uma plataforma informática que analisa a vulnerabilidade dos seus equipamentos informáticos face a um ataque cibernético e que procede à sua correção.

Author
Equipa Septor
Publicado a
04 de Agosto, 2020
Tempo de Leitura
3 minutos
Partilhar