Posso mudar o seguro de vida Crédito Habitação?

Image
O que tem que saber.

Se tem crédito à habitação, tem associado a esse crédito um seguro de vida que provavelmente foi feito no mesmo banco que lhe emprestou o dinheiro. Os bancos exigem a contratação de um seguro de vida e a ideia é simples e prudente.

 

O seguro de vida não proteje apenas o banco. O seguro é uma garantia para o cliente de que o empréstimo será pago em caso de morte ou invalidez e que as finanças da família serão poupadas.

Se está a pensar poupar um pouco com a transferência do seu seguro de vida o ou se quer rever as condições, saiba que é possível mudar de seguro de vida associado ao crédito à habitação durante o período de pagamento do crédito. Será muito fácil e tem vantagens na Septor.

 

Quando posso mudar o meu seguro de Vida?

Poderá mudar o seu seguro de Vida no vencimento do contrato, e em alguns bancos poderá mudar a qualquer altura, com a informação antecipada do pedido de transferência do seguro de vida associado ao empréstimo bancário de pelo menos 30 dias de antecedência. No processo de negociação de um crédito à habitação é normal que o banco proponha um seguro de vida. Isso faz com que se possa assumir esse seguro como obrigatório, mas existe liberdade de escolha. A legislação diz que o banco deve informar o cliente de que pode optar por fazer o seguro junto da seguradora que quiser. Além disso, o cliente pode dar como garantia um seguro de vida que já tenha em seu nome, desde que cumpra os requisitos mínimos do banco.

 

O que deve analisar quando quer mudar de seguro?

Tal como existe liberdade para escolher o seguro no momento do empréstimo, também há possibilidade de mudar de seguro de vida durante o contrato de crédito à habitação.

  • Spread vs. prémio do seguro
    Alguns bancos dão um benefício no spread, quando se faz o seguro proposto. No entanto, deve fazer contas: a perda nessa bonificação do spread pode ser compensada por um seguro mais barato. Se assim for, a poupança é maior e a troca de seguro vantajosa.
  • Coberturas contratadas
    Outra coisa que deve fazer ao mudar o seguro de vida associado ao crédito à habitação é comparar as coberturas. Pode conseguir trocar para um seguro novo que lhe ofereça coberturas com grau de proteção mais alargado e mesmo assim poupar dinheiro.
  • A cobertura por Invalidez Absoluta e Definitiva (IAD) protege nos casos em que a pessoa apresente um grau de incapacidade superior ou igual a 85%, fique dependente de terceiros e incapaz de trabalhar. No entanto, a cobertura por Invalidez Definitiva para a Profissão ou Atividade Compatível (IDPAC) é mais abrangente. Pode ser acionada em situações a partir de um nível de incapacidade de 60% ou 65%, mesmo que a pessoa segura não esteja dependente de terceiros (maior ou igual a 60% ou maior ou igual a 65% de incapacidade).
  • Evolução do valor do prémio ao longo dos anos
    O valor que paga regularmente pelo seguro de vida aumenta com a idade. Assim, na altura de comparar seguros, não se deve focar apenas no valor a pagar no primeiro ano do seguro. A competitividade do primeiro ano pode perder-se nos anos seguintes, devido à evolução acelerada do valor do prémio (montante que paga por ano).
  • Alteração dos pressupostos de cálculo
    Perceba se as seguradoras que está a estudar reservam o direito contratual de atualizar a tarifa na data da renovação. Se isso acontecer, a seguradora pode alterar as condições do seu seguro e mudar o que foi acordado inicialmente.
  • Analisar as exclusões
    O seguro deve ser adaptado ao estilo de vida de cada um. As doenças pré-existentes estão, por norma, excluídas. Depois, existem atividades como participação em corridas de velocidade ou a prática de alguns desportos radicais que podem entrar na lista de riscos que não estão cobertos.
  • Tenha em conta as diferenças no capital seguro
    Quando subscreve um seguro de vida, é definido um capital seguro. No caso dos seguros associados a um crédito à habitação, o capital deve ser igual ao valor em dívida ao banco. O capital em dívida ao banco vai diminuindo ao longo do tempo. O capital seguro poderá acompanhar esta atualização de forma automática ou a pedido da pessoa segura.

Nos casos em que não existe nem atualização automática nem pedido do segurado, é normal que o capital seguro se torne superior ao valor que falta pagar ao banco. Nestas situações, a diferença entre o capital seguro e a dívida ao banco é atribuída à pessoa segura ou, em caso de morte, aos herdeiros ou beneficiários pré-definidos pela pessoa. Imaginemos um caso em que foi definido o capital inicial de 200 mil euros e o seguro é acionado quando faltam pagar 50 mil euros ao banco. Neste caso, a seguradora paga ao banco os 50 mil que faltam e atribui 150 mil euros à pessoa segura.

Mas eu já tenho o Seguro de Vida com o meu Banco. Posso Mudar?

Liberdade de Escolha
A Lei está do seu lado

(DL 72/2008 Art. 97º)

Seguro em garantia

  • Se o seguro foi constituído em garantia, o tomador do seguro pode celebrar novo contrato de seguro com outro segurador, mantendo as mesmas condições de garantia, sem consentimento do credor.
  • Quando exista garantia real sobre o bem seguro, a transferência do seguro em resultado da transmissão do bem não depende do consentimento do credor, mas deve ser-lhe notificada pelo segurador, desde que aquele esteja devidamente identificado na apólice.

 

Ao transferir o seguro de vida para a Septor pode poupar até 60% em relação ao valor que paga atualmente.

 

Conheça o Seguro Vida Crédito Casa

Conheça o Seguro Vida Crédito Casa

O Seguro de Vida Crédito Casa paga o valor da sua dívida em caso de morte ou invalidez. Não deixe a sua família sem a proteção mais adequada.

Author
Equipa Septor
Publicado a
18 de Abril, 2020
Tempo de Leitura
6 minutos
Partilhar